Yoobot Blog

Artigos e publicações exclusivas!


Como vender no marketplace: veja as melhores dicas para escalar vendas nas plataformas

Por: Caio Santos Em: 21 de julho de 2021

As plataformas de marketplace abriram suas portas para que outras empresas pudessem vender em seus sites e, desta forma, emprestar sua visibilidade para as empresas anunciarem seus produtos.

Com a chegada de datas sazonais, como Black Friday e Natal, o marketplace é uma boa opção para ajudar a escalar vendas. Mas para começar a vender nessas plataformas são necessários pré-requisitos mínimos.

Para as empresas que entram no marketplace o grande propósito é alcançar novos públicos. Para adentrar no espaço de vendas, a maioria das empresas não cobram mensalidade do parceiro.

A forma que as plataformas lucram são através de percentuais nas vendas. Os marketplaces cobram taxa de R$5 pela venda e mais uma porcentagem que varia entre 11% e 20% dependendo do produto.

Apesar das taxas, o alcance que a plataforma de vendas traz para seu negócio pode ser rentável, já que você pode continuar com sua loja virtual e manter seus produtos no marketplace. 

Em pesquisa feita pelo E-bit e Nielsen, as vendas em marketplace cresceram 52% em 2020, enquanto o mercado de e-commerce cresceu apenas 42% no último ano.

A pesquisa traz que os pedidos em marketplaces bateram a marca de 148 milhões em 2020, crescimento de cerca de 38% em relação a 2019.

Continue lendo para ver como vender no marketplace e boas práticas para tornar sua presença forte nos espaços de vendas.

As dicas mais importantes para você vender no marketplace

Cada plataforma possui seus pré-requisitos para ingressar no sistema, mas no geral existem regras que são unânimes de como vender no marketplace.

Cadastro no Marketplace

Atualmente, para se cadastrar nos marketplaces são necessários CNPJ ou MEI, certificado digital e conta bancária com o mesmo CNPJ.

Na hora de cadastrar seu e-commerce se atente a cadastrar seu nome fantasia na plataforma. Desta forma, o marketplace ajuda na publicidade da sua marca.

O cliente busca mais informações do parceiro que está comercializando no marketplace e com seu nome correto, ele deve encontrar suas mídias sociais e seu próprio e-commerce no Google.

Após o cadastro, dentro de um prazo de dias, o marketplace irá responder sua requisição. Vale ressaltar que os CNPJs expirados não são aceitos pelas Marketplaces. E no caso, algumas empresas limitam o faturamento nas inscrições por MEI.

Outra dica de ouro é não se limitar a cadastrar sua empresa em apenas um marketplace. Aproveite para estar presente em todos os canais e alcançar mais público para seu negócio.

Planejamento do estoque

Após ingressar na plataforma, é preciso otimizar seu estoque para a demanda que possa vir. A utilização do dropshipping não é uma boa saída para o marketplace. Criar um inventário pode potencializar o processo de pedidos em sua estadia no espaço de vendas. 

Vale lembrar que para a venda de produtos eletrônicos, são necessárias certificações, por isso, busque mais informações com o Marketplace. 

Organização da sua loja

Agora chega o momento de organizar a sua loja e o cadastro dos produtos é uma etapa crucial para o lojista. Os marketplaces são bem criteriosos na questão de informações dos produtos, por isso, detalhe bem seu anúncio para que o cliente não tenha dúvida na hora da compra. 

Também pense em chamadas personalizadas e temáticas de acordo com o que o cliente busca, por exemplo, PC para games, PC para editores e outros.

Após detalhar seu anúncio está na hora da precificação. Por conta das taxas exigidas, você precisa calcular como será sua precificação dentro do espaço. Você pode abdicar de uma parte do lucro que recebe por produto ou aumentar o valor dele contando com o percentual.

Existem marketplaces que determinam o valor mínimo do produto, na maioria das vezes, é de R$7.  A maioria das plataformas possuem a taxa de R$5 a cada venda. Para produtos baratinhos uma boa saída são kits com esses produtos, desta forma a venda pode rentabilizar.

Frete

A maioria dos marketplaces viabiliza seu sistema de fretes para as empresas parceiras. Vale ressaltar que esses termos podem ser negociados se você possui uma alta taxa de vendas dentro da loja. Também existem pacotes premium de logística dentro das plataformas.

Canais de atendimento

Os canais de atendimento são essenciais para estabelecer uma relação direta com o cliente. Foque em responder de forma atenciosa, rápida e personalizada. 

Além deste primeiro contato, o pós-venda é essencial para a confiança do seu cliente. Enviar e-mails ou mensagens por Whatsapp é uma boa opção. Você pode informar como está o processo do pedido ou apresentar sua marca para o novo cliente.

Investimento em anúncios

Por causa da concorrência, investir em anúncios ajuda na exibição do seu produto dentro do marketplace. Se você está em busca publicidade, pense em investir em anúncios de produtos que são chaves para seu negócio.

Como a automação de processos pode ajudar sua empresa no marketplace

Te mostramos as principais dicas para começar a vender no marketplace e, além das boas práticas, a automação pode fazer diferença no processo que o marketplace requisita.

A automação de processos pode agregar autonomia, agilidade e praticidade a sua empresa. O RPA pode simplificar tarefas repetitivas do seu cotidiano, automatizando processos que tornam seu fluxo de trabalho demorado e maçante.

Outro ponto é que o marketplace exige notas fiscais dos produtos comercializados dentro da plataforma. O volume de notas fiscais de uma empresa é enorme, assim como o processo de autenticação e cadastro delas exigem muito tempo.

Atualmente, existe a automação do processo de lançamento de notas fiscais. Na automação, o robô consegue captar as notas fiscais dos e-mails e da plataforma Arquivei e importar para sua base de dados. Tudo isso de forma autônoma e rápida.

No e-commerce a automatização é capaz de simplificar a gestão de pedidos. O RPA permite que o recebimento e a expedição do pedido sejam feitos em 24 horas por dia, sete dias por semana. 

O RPA, em parceria com o HUB de gestão de pedidos dos marketplaces, é a melhor forma de receber e monitorar pedidos. Você também consegue automatizar o seu CRM e ERP, automatizando o cadastro de clientes no CRM. 

Conheça as automações de processos da Yoobot

A Yoobot pode contribuir com a automatização do seu e-commerce. Desenvolvemos soluções de automatização que podem contribuir com a demanda exigida pelo marketplace.

O Yoo Invoice tem a capacidade de automatizar todo o processo de lançamento de notas fiscais da sua empresa, atuando desde o recebimento, validação do cadastro do produto e dados fiscais, até o lançamento, tudo isso de forma simplificada e autônoma.

O Yoo E-commerce é uma solução que ajuda na gestão de pedidos do e-commerce, extraindo pedidos da plataforma de e-commerce 24 horas por dia, cadastrando o cliente e lançando o documento de entrega para emissão de notas fiscais

Quer potencializar suas vendas? Contate nossos especialistas e conheça melhor as nossas soluções.


Pesquisar por Nome:

Tags

#e-commerce #RPA e-commerce

Publicações relacionadas

Vantagens da automação para a logística 4.0

Vantagens da automação para a logística 4.0:

24 de novembro de 2020 LEIA MAIS
Automação contábil: por que investir e por onde começar?

Automação contábil: por que investir e por onde começar?:

24 de novembro de 2020 LEIA MAIS
Automação de call centers: como funciona e benefícios

Automação de call centers: como funciona e benefícios:

3 de dezembro de 2020 LEIA MAIS

Preparado para dar um salto tecnológico com sua empresa?

A Yoobot pode ajudar sua empresa a obter sucesso com soluções de ponta para equipes mais produtivas e ágeis.

SAIBA MAIS